VENTURE CAPITAL: O QUE É E COMO FUNCIONA?


Atualmente, empreendedores e startups contam com uma gama diversa de investimentos, dentre elas o Venture Capital (VC) ou capital de risco. Confira algumas das principais modalidades de investimentos disponíveis no Brasil e as particularidades das Venture Capital.

O que é Venture Capital?

O mercado de investimentos atual tem como principal característica a diversidade na hora de investir. Há espaço para pessoas físicas ou jurídicas de tamanhos variados. A Kadmotek Venture, como o próprio nome já anuncia, localiza-se entre as empresas de capital de risco ou Venture Capital (VC).

O termo designa investimentos realizados em empresas, cujo objetivo é obtenção de crescimento acelerado e rentabilidade alta. Assim, as empresas que acabam concentrando esse tipo de investimento são, sobretudo, empresas de pequeno e médio porte. A expectativa de altos retornos, em um intervalo curto de tempo, ocorre mediante o aporte financeiro e assistência técnica, administrativa e comercial às empresas investidas.

Qual é o valor de investimento?

Em geral, Venture Capital (VC) defini todos os tipos de investimento de risco. Que são classificados por Angel Money ou Investidor Anjo, Seed Capital, Empresas de Venture Capital,  fundos de Venture Capital, e fundos de Private Equity. Segue uma tabela base, mas que pode variar conforme o tamanho e apetite dos investidores:

Investidor Anjo 50 mil a 500 mil
Seed Capital 50 mil a 1 milhão
Empresa de Venture Capital 100 mil a 2 milhões
Fundos de Venture Capital 500 mil a 5 milhões
Private Equity minimo de 5 milhões
valores expressos em moeda nacional (R$)

As empresas de Venture Capital e fundos procuram investir em startups que já possuem algum faturamento. Os Fundos de Private Equity respondem por operações de vendas e fusões de grandes empresas. Todos os fundos são regulados pela CVM.

Qual a diferença entre Venture Capital e Investidor Anjo?

Investidores anjo são, em sua maioria pessoas físicas, executivos ou empresários, que procuram por empresas que estão nascendo e se estabelecendo no mercado. Trata-se de uma fase embrionária das startups, ao passo que as empresas ou fundos de Venture Capital têm como preferência investir em uma etapa mais madura. Neste momento, a empresa tende a ocupar uma posição mais organizada no mercado e passa, em função do investimento realizado, a contar com uma intervenção ativa em sua gestão. A Venture Capital, assim, contempla um papel atuante, diante da negociação de sucessivos investimentos de capital, bem como o monitoramento constante de decisões gerenciais.

Quando obter um Venture Capital para minha startup?

Se você está empreendendo, pode ter certeza de que há um investidor disposto a investir na sua empresa, se ela for capaz de se mostrar relevante. Para abordar um investidor, é importante ter consciência de qual a etapa da sua empresa e recorrer ao investidor certo. Quando você ainda está montando sua startup a prioridade é focar em investidores anjo ou empresas de venture capital que trabalhem com seed capital. Agora, se seu MVP se provou eficiente e sua ideia já se mostrou uma empresa com potencial de sucesso, é hora de preparar seu Pitch e buscar uma empresa ou fundo de Venture Capital, que de preferência tenha um programa de aceleração.

O universo das startups no Brasil tem mostrado uma constante evolução ao longo dos últimos anos: há um aumento expressivo no volume de investimentos, o surgimento dos primeiros unicórnios brasileiros e grandes IPO’s de empresas de tecnologia. Trata-se de um momento promissor para aqueles que tem a ambição de empreender e levar suas ideias para o mercado, a consequência natural, é que cabe aos empreendedores cada vez mais um maior grau de sofisticação e conhecimento para que sejam capazes de chegar preparados às rodadas de investimento que farão a diferença entre escalar ou não seus negócios.

Se você tem claro o tipo de problema que a sua solução quer resolver, já tem um MVP, preencha nosso formulário de contato, e vamos partir para o Pitch!!!

 

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook
  • One thought on “VENTURE CAPITAL: O QUE É E COMO FUNCIONA?

Deixe um comentário

Mais artigos

ESTAMOS A CAMINHO DA ERA DA CRIPTOECONOMIA?

Que a tecnologia impactou o mercado financeiro, não é novidade. Desde 1990, com o surgimento e rápido crescimento da internet, o mercado financeiro passou por grandes mudanças, desde o surgimento de novos produtos, até novas formas de se relacionar com o cliente e novos modelos de negócios.

PRIVACY BY DESIGN NAS STARTUPS

O conceito de “privacidade desde a concepção” tornou-se mais proeminente nos últimos anos, à medida que o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) aumentou as preocupações das empresas sobre questões de privacidade nos seus processos, especialmente em relação à oferta de produtos e serviços ao mercado. A metodologia visa incorporar a privacidade em práticas, tecnologias e sistemas, e ainda serve como diretriz para a criação de novos produtos e serviços.

A IMPORTANCIA DO FOMENTO AO EMPREENDEDORISMO FEMININO

É impossível falar de empreendedorismo feminino sem entender a motivação por trás de quem empreende, se a ideia empreendedora veio por oportunidade ou necessidade. Por exemplo, um empreendedor que tem a oportunidade de abrir um negócio estando em uma situação “confortável” seja por investimento interno ou recursos próprios.

Idioma »