STARTUP – A BUSCA DO EQUITY – PARTE II: DESAFIOS DE UM MVP

Testar, errar e consertar o mais rápido possível, reduz gastos e definirá a direção por onde a startup deve seguir.

 

Antes de iniciarmos nosso artigo, sobre os desafios de um MVP na visão de um founder de startup, vamos entender o que é um MVP.

 

Um MVP (Minimum Viable Product), ou Mínimo Produto Viável em português, é a forma de montar e testar a proposto do negócio. Com ele, conseguimos reduzir gastos antecipados e podemos sentir como o mercado pode ou não aceitar o seu produto ou a sua ideia. Existem alguns tipos de MVP: MVP Concierge – testes realizados de forma manual; MVP Funcional – automatização de processos utilizando tecnologia; MVP Mágico de OZ – a junção de processos manuais com telas de um sistema para que o cliente possa visualizar alguns dados; MVP Protótipo – um modelo funcional do produto para testes e validação; e o MVP Duplo – teste A/B do MVP para analisar aceitação, performance e experiência do usuário. Mais detalhes sobre MVP e startups, leia o livro “A Startup Enxuta” de Eric Ries.

 

Curiosidade: Link abaixo contendo informações de MVP de empresas de sucesso.

 

https://exame.com/negocios/como-comecaram-essas-8-grandes-empresas-facebook-uber-e-airbnb-inclusas/

 

 

Toda ideia surge de uma dor. Toda dor, surgi de uma necessidade ou desafio encontrado em nosso cotidiano. Porém, aí vem a pergunta chave, o que fazer com essa dor? Nada? Ou, criar um produto escalável que resolverá o problema da população e lhe trazer alguns milhões de reais no futuro?

 

Pois bem, uma dor pode ser identificada por meio de alguns cafezinhos com amigos e parceiros de negócios, ou os próprios clientes já existentes em seu portfólio. Com isso, o empreendedor oferta o serviço para solução do problema, sem ter sistema, sem ter processo ou qualquer protótipo desenhado. Apenas oferta o produto para que seja executado de forma manual.

 

E aí, “vamos que vamos”… Inicia-se o primeiro MVP do produto.

 

 

1º Desafio – Validação Inicial do MVP

 

Nesta fase, muita execução manual e passos de “formiguinha”, até chegar à conclusão do trabalho de cada cliente.

 

É uma fase de muitas descobertas, alinhamento de processos que já estavam na cabeça, novas ideias, novos direcionamentos e nova motivação. Além de realizar um estudo de mercado, descrever um plano de negócios em paralelo e fomentando possíveis parcerias.

 

Os desafios podem até ser menores no início, mas a constância de execução dos processos trará clarezas a cada passo executado. E aí que começa a evolução do MVP. E tudo isso vai virando um esboço, um mapa mental e fluxos, para a criação de um possível produto escalável.

 

 

2º Desafio – Validação do MVP com o Mercado

 

No mundo atual, as pessoas querem praticidade, simplicidade e agilidade na solução de seus problemas. Por consequência, startups entram na corrida pelo sucesso e o mercado exige cada vez mais qualidade dos serviços prestados.

 

Fase crucial, pois, a entrega com qualidade, a prestação do serviço com excelência, a cordialidade e senso de pertencimento do cliente, fará toda diferença para sua evolução. Além disso, existem concorrentes, precificação do produto, definição da persona que deseja atingir e a preparação no âmbito educacional para o business ofertado.

 

 

3º Desafio – Validação do MVP Funcional

 

No MVP Funcional, o empreender já começou a injetar um pouco mais de dinheiro, podendo até já possuir investimento anjo no game, pois ele já tem uma direção a seguir. E quando o MVP é lançado ao mercado, um pouco de ansiedade pode tomar conta do empreendedor. Entretanto, este é um momento de preparar um marketing ideal para sua persona, na busca de atingir o maior número de pessoas possíveis e transformas os leads em clientes efetivos

 

Mas, como tudo na vida é um processo, a startup não sairá de 0 clientes para 5000 clientes da noite para o dia. Existem muitos processos que precisa viver, até chegar ao primeiro passo que é atingir o breakeven (Ponto de Equilíbrio). Portanto, assim que o produto é lançado de forma automatizada, ofertando um produto pago, os clientes começam a contratar os serviços. Neste momento, é de extrema importância que o empreendedor vá avaliando e sentido o que os clientes vão dizendo e executando em sua plataforma ao longo da jornada.

 

E aí, pode chegar à necessidade de mudança, de pivotar, ou seja, um ponto de inflexão na trajetória da startup. Às vezes pode não ser tão simples e nem rápido o processo de mudança, e é neste momento que a sabedoria, coragem e motivação, precisam estar bem alinhadas para que seja dado o próximo passo. Pois, a mudança traz desconforto, às vezes dolorido, mas, o processo sempre fará parte de nossas vidas. E o que fará toda diferença para que as tomadas de decisão sejam totalmente coerentes, além da sabedoria do empreendedor, a persistência e a resiliência farão toda diferença.

 

 

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Mais artigos

CONSENTIMENTOS DE COOKIES

Na era digital atual, a proteção de dados e a privacidade dos usuários são prioridades indiscutíveis. As leis de privacidade são uma realidade, e vem monitorando e regulando o mercado global com grande eficiência.

MARKETING DE RELACIONAMENTO

É a combinação de pequenos detalhes que faz a grande diferença no sucesso das interações e de toda a cadeia de atendimento. Por isso, é essencial que se invista em uma equipe especializada para o relacionamento em Redes Sociais, para que, além de passarem informações precisas, com empatia e humanização, sobre produtos e serviços, possam, acima de tudo, gerar negócios.

EXPLORANDO O ECOSSISTEMA WEB 3.0 NO BRASIL: UMA JORNADA DE DESCOBERTAS E INVESTIMENTOS

A pergunta que lanço no título desse artigo é para contar que não é preciso sair do Brasil para localizar startups que estão no ecossistema Web 3.0. Temos vários cases interessantes no Brasil. Nas últimas semanas participei de dois eventos, onde pude ver um conteúdo rico para todos os entusiastas e curiosos do que está acontecendo no que chamo de movimento Web 3.0.

7 TENDÊNCIAS DO MERCADO DIGITAL

“Tendências do Marketing Digital Automotivo 2020”. São reflexões que acreditamos que podem te ajudar a pensar sua estratégia de marketing digital automotivo.

Idioma »