SPRINT 19 – NÔMADE DIGITAL EM LONDRES

Acredito que estamos realizando uma jornada nessa vida e podemos escolher entre viver um roteiro preestabelecido ou buscar escrever o nosso, não existe certo ou errado. Acreditando nisso, embarquei em um roteiro de busca de autoconhecimento há alguns anos, o que me levou a realizar muitas escolhas e, hoje escrevo este artigo de Londres. Sou de uma geração que muitos brasileiros tinham resistência em aprender inglês e esse período que intitulei de Sabbatical Office, que fracionei em partes e iniciou ano passado em Nova York, tenho dedicado também a aprimorar o meu inglês, sabe por quê?

 

São vários os motivos, mas recentemente lendo as publicações da Yasmin Graeml, da Flourish FI, identifiquei que estou me transformando em um nômade digital, essas duas palavras juntas têm muito da minha pessoa e, se isolarmos elas podemos interpretar como:

 

Nômade – adj – quem muda de local de fixação possibilitando novas experiências culturais. Duas características muito presentes na minha personalidade.

 

Digital: adj –  algo que envolvem tecnologia. Estou em um resgate por me atualizar e tenho claro que inteligência artificial e blockchain são duas tecnologias que quero estar envolvido e quem sabe aplicar em startups IA e tokens.

 

Compartilharei mais experiências com vocês sobre essa minha fase de nômade digital.

 

Agora gostaria também de deixar um recado: esse projeto vem de encontro com a busca de conhecimento onde os convidados que escrevem no blog e participam das lives compartilham suas experiências e o algoritmo das redes sociais é alimentado com sua curtida, comentário e compartilhamento, contamos com você!

 

 

RETROSPECTIVA – KADBLOG

 

Tivemos uma novidade, a estreia no blog de uma nova colunista Isabella Sarmento, COO da Beelegal, co-investidora da bossanova, que escreveu sobre a FENALAW 2022 e as tendências para o mercado jurídico, ela esteve meses junto comigo mentorizando a BeeLegal, e agora entrou em uma nova fase onde irá participar da operação, e nos trouxe detalhes desse evento que contou com essa startup acelerada pela kadmotek.

 

Gabriel Azevedo nos contou como se apaixonou pelas corridas e fez um paralelo à sua jornada de empreendedorismo, como ele mesmo citou no seu artigo:

As diversas fases da corrida é um exemplo para o mundo do empreendedorismo, ou seja, “tudo na vida é um processo de aprendizado, erros, crescimento e vitórias”.

 

André Gutierres  founder da Beelegal Technology  escreveu, sobre automação de processos: a nova realidade do mercado jurídico,  após a sua participação no Coffee Talks, do CT HUB  onde teve a oportunidade de atualizar a audiência com os próximos movimentos da #LGPD, conversando com essa turma que está fazendo muito barulho na internet Adalberto Bem Haja, Christian Visval , Kleber Reis e Silvano Barbosa.

 

O programa de aceleração da AB2L chegou ao final e Nicolas Fabeni, CEO da Startlaw nos entregou dois artigos, programa de aceleração relacionamento com  e bigcompanies e aceleração de startups: chega a reta final. Realizei uma mentoria contribuindo com a perspectiva dos investidores anjos, e o João paulo Cruz com o tema M&A  e também fui um dos investidores convidados a participar do demoday das startups, uma oportunidade de criticar e ver na prática se aplicaram os conceitos que dei aula rsrsrs.

 

Ainda da série de lives da FEBRABAN TECH 2022, publiquei o artigo, FINTECHs: Vetera Registro de garantia e créditos, contando um pouco mais sobre o bate-papo que tive com Renato Virches, CEO da Vetera, que vai muito além do título de registro de garantias, mas em como mitigar riscos para essa cadeia.

 

 

RETROSPECTIVA – LIVE – Tokenização do Mercado Financeiro

 

O mercado está mudando e em constante inovação e fui convidado pela ACREFI para um bate-papo sobre tokenização de ativos, junto com Rodolfo Fücher , Renato Virches e Cintia M. Ramos Falcão, uma oportunidade para trocar conhecimento.

 

Eu busquei responder à pergunta:

Como podemos pensar em um uso real das NFTs no mercado de veículos?

 

Essa live vem de encontro com o início desse sprint, onde estou buscando cada vez mais entender sobre a tecnologia blockchain e apoiar startups a difundirem o uso de tokens no mercado.

 

O mercado de cryptomoedas sofreu um abalo nas últimas semanas com o caso da FTX, mas a crise tem a ver com pessoas mal intencionadas e não com falha na tecnologia e uso de blockchain.

 

 

PRÓXIMO SPRINT

 

A entrega que vem desse squad são os meus últimos artigos da série de lives FEBRABAN TECH 2022, e Nicolas Fabeni falará sobre o Demoday do programa de aceleração, finalizando os dois temas. A live esse mês será Inovação e segurança podem andar juntas?, com a presença de Adalberto Bem Haja e Ubiratan Dib Nogueira  para debaterem esse tema. Garanta aqui sua inscrição para a live.

 

Você que chegou até aqui, lembro que o algoritmo das redes sociais, é maníaco-depressivo, por isso:

  • Curta
  • Comente
  • Compartilhe
  • Siga nos canais: LinkedIn e Youtube
  • Assine nossa newsletter

 

A kadmotek é uma venture capital que investe em startups na fase early stage e buscamos trazer conteúdo para apoiar essa travessia dos founders, com artigos de convidados com experiência comprovada e lives que estão disponibilizadas em nosso canal no youtube.

 

#partiu

 

 

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Mais artigos

OPEN FINANCE – O PODER DA INCLUSÃO A UM CLICK

O desenvolvimento do nosso ecossistema financeiro vem sendo muito elogiado no mundo inteiro. Para se ter uma ideia da importância dessa agenda, o PIX tem mais de 141 milhões de pessoas com suas chaves e 12,7 milhões de empresas que usam o sistema de pagamento diariamente. O volume transacionado foi de mais de R$ 3,8 bilhões, tornando-o principal meio de pagamento utilizado pelos clientes.

ESTAMOS A CAMINHO DA ERA DA CRIPTOECONOMIA?

Que a tecnologia impactou o mercado financeiro, não é novidade. Desde 1990, com o surgimento e rápido crescimento da internet, o mercado financeiro passou por grandes mudanças, desde o surgimento de novos produtos, até novas formas de se relacionar com o cliente e novos modelos de negócios.

PRIVACY BY DESIGN NAS STARTUPS

O conceito de “privacidade desde a concepção” tornou-se mais proeminente nos últimos anos, à medida que o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) aumentou as preocupações das empresas sobre questões de privacidade nos seus processos, especialmente em relação à oferta de produtos e serviços ao mercado. A metodologia visa incorporar a privacidade em práticas, tecnologias e sistemas, e ainda serve como diretriz para a criação de novos produtos e serviços.

Idioma »