SPRINT 015 – STARTUPS, FINTECHS, LAWTECHS E LEGALTECHS DO PITCH AO UPSCALE

Quatro semanas do último sprint, momento de desafio, a Época Negócio traz uma matéria com a chamada Investimentos em startups caem 23% no segundo trimestre, a procura de investidores por parte da startup está muita intensa, e no papel de venture capital, assisti vários pitchs nas últimas  semanas, de startups com MVP e algumas que já realizaram captações, sempre acompanhado de membros do comitê de investimento da kadmotek e convidando outros investidores. Avaliar startups em early stage exige do investidor também a responsabilidade de dar um feedback construtivo, até porque, da mesma forma que um estúdio ou um clube rejeita um artista ou um atleta, pode ser que no futuro o seu preterido vire um unicórnio, então a minha recomendação é sempre buscar ser o máximo cortês com os founders que se apresentam, pois te mandar mensagens por diversos canais, conversar com pessoas do seu networking para buscar uma agenda, isso por si só já é um desafio.

 

Na linha de crítica construtiva essa squad do kadblog trouxe muito conteúdo para os startupeiros, e claro, podem ajudar no seu pitch e na jornada UPSCALE da startup, tivemos:

 

A História por trás da Flourish FI: Startup do Vale do Sílicio co-fundada por um BrasileiroPedro Felipe Moura: Ler a história desse jovem brasileiro, radicado nos estados unidos, que trabalhou em instituições financeiras, buscou uma formação de 1º nível em Berkeley, que criou uma fintech para solucionar a dor de latino-americanos e asiáticos que não conseguiam crédito, e pivotou para uma solução de engajamento para bancos e fintechs.

 

Cenário econômico atual e impacto nas startups – Carlos Augusto de Oliveira: Artigo da live do sprint 014, com orientações importantes de como se portar nessa crise de investimentos e as alternativas para as startups. Carlos Augusto cobrou na live a racionalidade e responsabilidade, e debatemos sobre a perspectivas para 2023, e nesse artigo ainda temos a oportunidade de entender um pouco do playbook dele, da Nadia Armelin, do fundo Aggir, e do Flavio Monteiro da Kria.

 

O poder da mentoria para você e seu negócio – Adalberto Bem Haja: É difícil a jornada seja de um founder sozinho, ou quando são vários, nesse artigo, de forma muito clara, é conceituado o papel dos mentores nas startups, diferente de outros empreendedores esse ecossistema hoje tem essa prática que é muito similar à de grandes empresas onde são nomeados como conselheiros.

 

Startup A busca do Equity – Parte III: Ponto de inflexão, a hora de pivotar – Gabriel Azevedo: Uma das diferenças de quando você empreende um negócio tradicional é que no geral seguem modelos já existentes, as startups quase sempre nascem para resolver uma dor, mas founders que estão na busca do seu sonho, sozinhos ou com o apoio de mentores, acabam pivotando seu negócio, ainda mais quando lideram equipes que se identificam ou encaram o seu projeto como uma missão, isso é um ingrediente para não desistir e faz eles pivotarem sem perder a sua essência.

 

Tendências: Fintechs Carteiras Digitais: Trouxe uma análise da pesquisa da opinionbox de um tema que sou suspeito para escrever, que são as Fintechs, com a minha carreira no mercado financeiro de tecnologia, ao ter acesso a esses dados quis compartilhar um pouco da diferença das carteiras digitais e dos bancos digitais.

 

Parte I Indicadores para startups, o que é necessário saber para investir – Ana Paula Avanci: De forma didática, são apresentados os indicadores que fazem parte de um Pitch bem preparado para investidores e que devem ser utilizados de forma regular pelas startups para gerir a evolução do seu negócio.

 

 

Ainda tivemos um artigo de uma das trends mais em alta no google, ESG, João Paulo Cruz aproveitando a discussão que se abre na Europa com os efeitos da Guerra da Ucrânia, ESG: QUEM TEM PRIORIDADE O SOCIAL OU O ENVIROMENT?

 

A live desse mês trouxe o tema tendências do mercado brasileiro de lawtechs, com a participação Cristina Donadio, advogada, consultora, investidora, especialista em mercado financeiro e recuperação de crédito, Carlos Akira Sato, COO do BTLaw, carreira de executivo em grandes escritórios jurídicos, e no BTG Pactual e Nicolas Fabeni, CEO & co-founder Startlaw, advogado em direito digital, analista de novas tendências e investidor em startups.

 

 

 

Nós já tivemos uma live debatendo bootstrapping X aceleração e a Kadmotek comprou a ideia da Startlaw, e se tornou patrocinadora do programa de aceleração da AB2L, aonde estarei junto com João Paulo Cruz, realizando  mentoria das lawtechs e legaltechs selecionados no programa: INSCREVA-SE AQUI!

 

Nessa live tive o prazer de mediar uma rica discussão sobre o mercado jurídico, e a grata surpresa de um chat com muita interação, fiquei surpreso, e fica o convite para assistir essa nossa live:

 

 

 

Encerro essa retrospectiva agradecido, mais uma vez, por todos que contribuíram para que esse conteúdo fosse ao ar, estamos realizando um trabalho de formiguinha, fomentando conteúdo para startupeiros, empreendedores, profissionais que atuam em projetos e criam negócios. Uma venture capital na sua essência capta recursos de investidores, identifica startups e após realizar o seu investimento, procura apoiar a jornada. Sempre acreditei na educação e ouço de muitos startupeiros como essa jornada é solitária e falta conteúdo, essa colocação, na minha humilde visão, é meio certa, pois existe muito conteúdo bom em livros e mesmo na rede e é fundamental pesquisar, ler e refletir. A contribuição da kadmotek adicional a essa lógica das venture capitals é fomentar esse conteúdo, se não pode ser de forma tão profunda, mas compartilhado com muito da experiência de profissionais com anos e resultados consistentes no ecossistema de startups e/ou em suas respectivas áreas.

 

Esse conteúdo para chegar em mais pessoas só é possível se nossos leitores curtirem, comentarem e compartilharem, e se inscreverem em nossa page do linkedin, nosso canal do youtube, e newsletter, para que o algoritmo das redes torne viral o nosso trabalho.

 

#Partiu

 

 

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Mais artigos

ESTAMOS A CAMINHO DA ERA DA CRIPTOECONOMIA?

Que a tecnologia impactou o mercado financeiro, não é novidade. Desde 1990, com o surgimento e rápido crescimento da internet, o mercado financeiro passou por grandes mudanças, desde o surgimento de novos produtos, até novas formas de se relacionar com o cliente e novos modelos de negócios.

PRIVACY BY DESIGN NAS STARTUPS

O conceito de “privacidade desde a concepção” tornou-se mais proeminente nos últimos anos, à medida que o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) aumentou as preocupações das empresas sobre questões de privacidade nos seus processos, especialmente em relação à oferta de produtos e serviços ao mercado. A metodologia visa incorporar a privacidade em práticas, tecnologias e sistemas, e ainda serve como diretriz para a criação de novos produtos e serviços.

A IMPORTANCIA DO FOMENTO AO EMPREENDEDORISMO FEMININO

É impossível falar de empreendedorismo feminino sem entender a motivação por trás de quem empreende, se a ideia empreendedora veio por oportunidade ou necessidade. Por exemplo, um empreendedor que tem a oportunidade de abrir um negócio estando em uma situação “confortável” seja por investimento interno ou recursos próprios.

Idioma »