PARTE I: INDICADORES PARA STARTUPS, O QUE É NECESSÁRIO SABER PARA INVESTIR?

Todo investimento prefigura retorno, e para que se possa avaliar aportes é necessário examinar a organização e plano de negócio de uma startup.

 

Por isso, é importante validar o posicionamento do negócio no cenário de incertezas econômicas, de mercado e de validação de produto, levando em consideração os fatores de risco e múltiplos cenários. Os investidores devem analisar alguns critérios na hora de fazer seus estudos de viabilidade e avaliar onde vão alocar seu capital e é justamente com base nos indicadores a seguir que devem ser iniciadas as avaliações:

 

 

Receita Recorrente ou MRR

 

Para assegurar a credibilidade dos investidores, esse é um indicador fundamental, pois calcula a receita vinda de clientes fixos e o quanto mais renda vier dessa fonte, mais saudável será o negócio.

 

O MRR é uma métrica que traz a informação sobre a receita previsível mensal para as empresas que tem receita recorrente e controlar essas informações é essencial, com ele é possível analisar de maneira precisa o crescimento dos ganhos comerciais das empresas.

 

 

 

Custo de aquisição de cliente e tempo de retorno (CAC)

 

Essa métrica é feita através da soma de todos os custos que tem com a aquisição dos seus clientes, como exemplo ações de marketing, o valor deve ser dividido pelo número de clientes únicos, como por exemplo: caso tenha investido R$ 300,00 com posts e através dele houve a aquisição de 400 clientes isso significará que o CAC foi de R$ 0,75, não podendo ultrapassar a receita que cada cliente gera.

 

 

 

Ticket Médio

 

O ticket médio refere-se ao valor médio de compra do seu cliente e para realizar este cálculo é necessário somar a receita total das vendas e dividir pelo número de clientes do período. Essa métrica juntamente com o CAC pode sinalizar quanto o seu público-alvo costuma gastar em média possibilitando a mudança de estratégia se necessário.

 

 

 

Lifetime Value

 

Com intuito de apoiar no cálculo do retorno do CAC, outro indicador importante é o lifetime value, pois mensura quanto um cliente gera de receita durante determinado período.

 

Podemos calcular o valor médio de receita por cliente x tempo de vida do cliente (tempo que a conta permanece ativa). Simplificando: ticket médio dividido pelo churn então deve buscar um lifetime value cada vez maior, pois significa que o negócio é vantajoso.

 

 

 

Churn

 

O churn demonstra quantos clientes deixaram de utilizar o seu produto e o quanto mais pessoas param de comprar ou usar, mais você precisa gastar com aquisição, o inverso de taxa de retenção e para os investidores é saudável e aceitável, pode ser preocupante apenas quando passa de uma taxa determinada, que costuma ser de 5%. Preservar clientes é mais barato do que   adquirir novos, então seu esforço com atendimento, encantamento e fidelização de clientes deve ser grande.

 

 

 

NPS

 

Net Promoter Score é uma metodologia considerada para medir a satisfação do cliente com o seu produto ou serviço e pode ser associado que algum problema está elevando seu churn, por exemplo.

 

A pergunta chave que deve ser feita aos clientes para esse indicador é: “em uma escala de 0 a 10, qual a probabilidade de nos recomendar ou indicar [o produto ou serviço] a um amigo ou novo cliente?”

 

 

Nesta primeira parte reforço a importância desses indicadores e a necessidade de um bom acompanhamento, pois são premissas básicas exigidas pelos investidores, fico a disposição para ajudar a direcionar na maturidade desses dashboards e contribuir a melhorar os resultados.

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Mais artigos

ESTAMOS A CAMINHO DA ERA DA CRIPTOECONOMIA?

Que a tecnologia impactou o mercado financeiro, não é novidade. Desde 1990, com o surgimento e rápido crescimento da internet, o mercado financeiro passou por grandes mudanças, desde o surgimento de novos produtos, até novas formas de se relacionar com o cliente e novos modelos de negócios.

PRIVACY BY DESIGN NAS STARTUPS

O conceito de “privacidade desde a concepção” tornou-se mais proeminente nos últimos anos, à medida que o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) aumentou as preocupações das empresas sobre questões de privacidade nos seus processos, especialmente em relação à oferta de produtos e serviços ao mercado. A metodologia visa incorporar a privacidade em práticas, tecnologias e sistemas, e ainda serve como diretriz para a criação de novos produtos e serviços.

A IMPORTANCIA DO FOMENTO AO EMPREENDEDORISMO FEMININO

É impossível falar de empreendedorismo feminino sem entender a motivação por trás de quem empreende, se a ideia empreendedora veio por oportunidade ou necessidade. Por exemplo, um empreendedor que tem a oportunidade de abrir um negócio estando em uma situação “confortável” seja por investimento interno ou recursos próprios.

Idioma »