DESAFIOS E SOLUÇÕES PARA GESTÃO DE PESSOAS

O ano de 2022 coloca diversos desafios para todas as empresas, independentemente de seu tamanho ou formato. O Kadblog reuniu  profissionais dedicados a pensar a questão da gestão de pessoas em suas várias instâncias na live “Desafios e soluções para Gestão de Pessoas”, com o objetivo de facilitar o acesso aos conteúdos desta live organizamos um texto reunindo os aspectos principais destacados em nossa conversa. Junto comigo nesse evento estavam Yumiko Watanabe e Fernando Azar, além do Gilberto Albuquerque, que realizou a mediação.

 

1 – Quais os principais desafios na gestão de pessoas?

Da pandemia, que já se estende há dois anos, a automatização da mão de obra, são diversos os desafios enfrentados por aqueles que se dispõe a refletir acerca da gestão de pessoas. Yumiko Watanabe, da DuPont Sustainable Solutions, destaca alguns destes principais desafios como sendo:

 

  1. Identificar competências e habilidades críticas;
  2. Re-design organizacional;
  3. Preparar futuras lideranças;
  4. Futuro do trabalho;
  5. Employee experience;
  6. Resiliência eficiente;
  7. Rh digital – inovação.

 

O cenário híbrido, a demanda por empresas diversas, a organização e re-design do trabalho, são apenas alguns dos exemplos presentes na pauta das principais organizações. 

 

2 – E a tecnologia na gestão de pessoas? É possível identificar uma parceria?

Para Fernando Azar da Deloitte, fica claro que é necessário automatizar os processos burocráticos em nome de contar com a contribuição essencial das esquipes de recursos humanos no que realmente interessa: nos objetivos estratégicos! Assim, a automatização é uma forma de facilitar a estrutura burocrática, desde que ocorra acompanhada de treinamento e cuidados na implementação. Destacam-se no cenário atual da operacionalização os seguintes aspectos:

 

  1. Configuração tecnológica diária do software para operação contábil, fiscal e folha de pagamento;
  2. Custo com hospedagem e manutenção do sistema;
  3. Atualizações diárias do sistema de acordo com a legislação vigente e compliance;
  4. Responsabilidade de realizar os lançamentos dos dados;
  5. Controles de apoio e exceções;
  6. Apoio com a validação e qualidade;
  7. Controle com afinco de prazos e obtenção da aprovação final para envio;
  8. Treinamento de equipe especializada;
  9. Conciliações contábeis;
  10. Negociação com fornecedores de RH;
  11. Administração de benefícios;
  12. Mitigação de riscos trabalhistas.
  13. Integração com outras ferramentas de RH.

 

3 – A gestão de pessoas precisa da análise de processos

Por fim, destaquei que 21% das organizações, dentre aquelas que estão se iniciando, não conseguem se manter depois do primeiro ano de vida, acredito que com bons indicadores e uma estrutura adequada da análise de processos seria possível implementar planos de ação em sua totalidade e, assim, garantir longevidade às empresas. Não há controle sem medição, e sem controle não há melhoria, no fundo é disso que se trata a produção de indicadores adequados para que seja possível agir em qualquer instituição.

É importante destacar que a área de recursos humanos é uma aliada fundamental do negócio, mas para tanto é necessário simplificar a medição e os indicadores a ponto de viabilizar a melhor tomada de decisão na avaliação contínua dos negócios.

 

4 – Ficou curioso e quer seguir neste bate-papo? Acesse a nossa live e acompanhe a agenda mensal de conversas da kadmotek.

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Mais artigos

OPEN FINANCE – O PODER DA INCLUSÃO A UM CLICK

O desenvolvimento do nosso ecossistema financeiro vem sendo muito elogiado no mundo inteiro. Para se ter uma ideia da importância dessa agenda, o PIX tem mais de 141 milhões de pessoas com suas chaves e 12,7 milhões de empresas que usam o sistema de pagamento diariamente. O volume transacionado foi de mais de R$ 3,8 bilhões, tornando-o principal meio de pagamento utilizado pelos clientes.

ESTAMOS A CAMINHO DA ERA DA CRIPTOECONOMIA?

Que a tecnologia impactou o mercado financeiro, não é novidade. Desde 1990, com o surgimento e rápido crescimento da internet, o mercado financeiro passou por grandes mudanças, desde o surgimento de novos produtos, até novas formas de se relacionar com o cliente e novos modelos de negócios.

PRIVACY BY DESIGN NAS STARTUPS

O conceito de “privacidade desde a concepção” tornou-se mais proeminente nos últimos anos, à medida que o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) aumentou as preocupações das empresas sobre questões de privacidade nos seus processos, especialmente em relação à oferta de produtos e serviços ao mercado. A metodologia visa incorporar a privacidade em práticas, tecnologias e sistemas, e ainda serve como diretriz para a criação de novos produtos e serviços.

Idioma »