CIÊNCIA COMPORTAMENTAL IMPULSIONA ENGAJAMENTO E O BEM-ESTAR FINANCEIRO

As instituições financeiras têm um papel importante na igualdade de gênero e na luta contra a violência doméstica. A ciência comportamental para impulsionar o engajamento das instituições financeiras é um grande aliado para impulsionar a mudança e o bem-estar financeiro.

 

Em março celebramos o Mês Internacional da Mulher, um momento para lembrar as conquistas sociais, econômicas, culturais e políticas das mulheres ao longo da história e lembrar que ainda há muito a ser feito em prol da igualdade de gênero. O empoderamento financeiro é um componente crítico, pois permite que as mulheres ganhem maior controle e segurança econômica, permitindo-lhes sair mais facilmente de relacionamentos violentos.

 

Todos sabemos que mudar hábitos é difícil, e administrar bem as finanças é um sonho distante para muitas mulheres (e homens) de nossa sociedade. A pesquisa científica comportamental mostrou que a compreensão dos fatores psicológicos e emocionais que influenciam as decisões financeiras pode ajudar as pessoas a fazer melhores escolhas financeiras e melhorar seu bem-estar financeiro.

 

Na Flourish FI o dia 8 de março foi celebrado com uma palestra sobre Behavior Chance com nossa COO e a co-fundadora Jessica Eting e Katie Dove dos Laboratórios Irracionais sobre Behavior Science e como desenvolver produtos financeiros responsáveis usando design comportamental.  

 

 

 

  

Design Comportamental em ação:

 

O primeiro passo é entender que as pessoas nem sempre agem no seu melhor interesse a longo prazo, e que ter informação não muda o comportamento. Isso significa que, ao projetar intervenções comportamentais, as equipes de produtos precisam explorar a amplitude da pesquisa que mostra como as pessoas agem sistematicamente de forma irracional. Levando em conta o contexto das pessoas e os sistemas em jogo para alcançar os resultados desejados. Assim como os testes e a experimentação são pilares críticos para a criação de intervenções impactantes.

 

1. Identificar um Comportamento Chave: identidade o comportamento a mudar

2. Mapear o processo: mapeie cada passo para chegar ao comportamento chave

3. “Viés de identidade: identificar as psicologias mais importantes em jogo

4. Intervenções Brainstorm: gerar idéias para intervenções informadas sobre o comportamento

5. Experimento: pré-teste/teste de idéias com experimentos controlados

 

Como a tecnologia Flourish Fi utiliza a Ciência Comportamental para impulsionar o engajamento das instituições financeiras?

 

Ao desenvolver nossa tecnologia, utilizamos o design de comportamento para identificar maus comportamentos financeiros que poderíamos mudar, desenvolvendo o bem-estar financeiro para o usuário final e o engajamento com as instituições financeiras.

 

Desenvolvemos missões personalizadas (por exemplo, pagamentos a prazo, aumento de depósitos, utilizando o banco móvel…) e jogos educativos (por exemplo, trivialidades) onde o usuário pode ganhar pontos. Esses pontos podem ser usados para jogar atividades de ganho instantâneo com chances de prêmios.

 

Desenvolver bons hábitos financeiros é difícil! Há tantas coisas jogando contra você: desde necessidades humanas básicas que custam dinheiro, até desejo, vendas, vitrines, mídia social. Portanto, é importante, ao projetar produtos de mudança de comportamento, dar recompensas e pepitas para o cérebro. Nossa tecnologia dá pontos ao usuário para cada pequeno passo na jornada financeira.

 

 

>> Este artigo foi originalmente publicado por Flourish Fi, confira aqui.

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Mais artigos

SPRINT 034 – NETWORKING E INOVAÇÃO: IMPRESSÕES DO WEB SUMMIT RIO

Foram 3 dias de muitos encontros. Entre eles, @Gabriel Pereira, líder do maior canal do mercado financeiro, o @Let’s Media. Se você acompanha meu conteúdo, também precisa acompanhar o conteúdo produzido por esse ex-produtor de sistemas, um verdadeiro influencer do mercado financeiro.

RESOLUÇÃO DO BANCO CENTRAL: COMO PROMOVER E MONITORAR A SAÚDE FINANCEIRA UTILIZANDO A CIÊNCIA COMPORTAMENTAL E ELEMENTOS DE JOGOS

Em julho deste ano entra em vigor a resolução do Banco Central que determina que as instituições financeiras devem promover ações de educação financeira para os clientes.
Segundo o Banco Central, deve ser incentivado o planejamento e o orçamento pessoal e familiar, uma reserva de emergência sólida e o pagamento de contas em dia, evitando a
inadimplência.

Idioma »