BOLSA OTC: TOKENS, CRYPTO E BLOCKCHAIN

Conversar sobre trends deixa qualquer profissional de tecnologia sempre excitado, ainda mais quando os temas são ligados a web 3.0 e, no caso da live que realizei com Keiji Sakai, não foi diferente, pois foi uma conversa esclarecedora e muito rica sobre tokens, crypto e blockchain. Keiji, é um “velho” amigo e temos décadas de mercado de tecnologia juntos, confesso que me senti um adolescente nessa conversa, e acredito que meu entrevistado também, pois a conversa que fizemos foi muito fluída e ao final de 45m a vontade era seguir aprendendo ainda mais.

 

 

Quem é Keiji Sakai

 

 

Keiji Sakai, é diretor de inovação da Bolsa OTC, e trocou o chapéu de investidor e advisor, para “colocar as mãos na graxa” e hoje atua nesse mercado, dominado por jovens com um alto background em tecnologia. À frente da Bolsa OTC, vamos encontrar um experiente executivo, que circulou em diversos bancos internacionais presentes em nosso mercado nacional e na nossa Bolsa de Valores B3, com elevado grau de conhecimento, expertise e tomando contato com os mais diversos planos econômicos que impactaram nossa história nacional. E sua experiência na área de tecnologia vai, para além dos bancos, ele também atuou na R3, empresa de tecnologia blockchain.

 

 

FEBRABAN Tech 2022

 

 

Meu reencontro com Keiji aconteceu na FEBRABAN Tech 2022, onde ele sempre atuou, sobretudo na parte de inovação, e  desde sua época como executivo em instituições financeiras, e depois na B3, ele sempre manteve uma posição na FEBRABAN de organizador do principal evento dessa instituição, sendo um dos responsáveis pela  criação do espaço para startups com foco especial para Fintechs, as entrantes no mercado, abrindo espaço para apresentarem soluções inovadoras junto aos principais fornecedores de soluções do mercado financeiro. Nosso entrevistado tem um olhar apurado sobre as startups, adicionado à sua experiência acumulada, e na edição de 2022 atuou como membro jurado das fintechs. Keiji Sakai destacou que há um grande aprimoramento no uso de inteligência de dados e tecnologias de openbanking, enquanto o blockchain manteve uma presença tímida e ainda discreta no evento.

 

Todavia, ele destacou que diferente da FEBRABAN, o blockchain, esteve presente no Blockchain Rio Festival, realizado no Rio de Janeiro, onde foi possível conferir uma gama diversificada de tokenização com propostas para os mais diversos ativos: precatórios, financeiros, valores imobiliários, etc… Para Keiji, trata-se de um caminho sem volta, a representação digital única de “qualquer coisa” tende a virar valor financeiro e marcar presença em um futuro promissor, gerando valor em coisas que hoje nem pensamos que podem gerar valor. Quando pensamos ainda em Web3 e na posse de dados pessoais, as oportunidades são muito expansíveis e como incentivado também pelo presidente do Banco Central, Campos Neto, há uma profusão no Brasil de iniciativas de tokenização e algumas revoluções já estão sendo colocadas em prática. Há uma abertura por parte do mercado para baratear custos e facilitar processos.

 

 

BOLSA OTC

 

 

Quando entramos no tema da Bolsa OTC, Keiji foi categórico em afirmar que trata-se de uma startup que propõe grandes diferenciais de mercado: a tokenização como forma de agilidade, liquidez e econômica para o mercado financeiro, dentro do âmbito de sandbox do Banco Central  onde a Bolsa OTC dispõe de uma rede permissionada, com mecanismo de privacidade maior, assim, a distribuição da informação é autorizada apenas aos entes da transação, a informação é rastreável, inalterável em transações on-line, e quanto mais retroativa nunca pode ser excluída, trata-se de uma estrutura segura e rastreável. A intenção da Bolsa OTC é testar passo a passo as hipóteses de mercado antes de expandir o seu mercado. São ainda diferenciais da Bolsa OTC, a equipe de profissionais com ampla experiência no mercado, que dispõe um líder inovador e de competência criadora, Celso Jung junto a uma equipe com décadas de maturidade no mercado financeiro, e que entende as demandas dos reguladores. Por fim, a Bolsa OTC está na sandbox do Banco Central, como a única que propôs a tokenização de ativos financeiros.

 

 

CBDC – Central Bank Digital Currency

 

 

Para um seleto grupo de pessoas as CBDCs, vêm como uma opção as cryptomoedas, mas para outras será mais um meio de troca financeira, e na palestra do presidente do BACEN, Campos Neto, destacou que os próprios BACENs têm muitas opiniões diferentes sobre o tema.

 

Keiji também destacou que Bancos Centrais têm como desafios os pagamentos instantâneose de um cross settlement system, recentemente, nosso País lançou o PIX e já temos consolidado o SPB há duas décadas. No nosso caso está sendo direcionado para as liquidações DVP (entrega contra pagamento) ou PVP (pagamento contra pagamento), ou seja, transações de câmbio, trazem redução dos riscos sistêmicos através de swaps atômicos por conta de o sistema ser tokenizado e seguro, ele também citou exemplos de trocas entre países, como a Suécia que desenvolve seu projeto de CBDC o e-krona.

 

O nosso BACEN ainda adicionou projetos de Iot (internet das coisas) e DEFI (finanças descentralizadas). É certo que o lançamento da CBDC irá de encontro com tudo que está sendo construído pela Bolsa OTC.

 

 

A pergunta de um milhão: O que está acontecendo no mercado financeiro?

 

A conversa com Keiji seguiu adentrando aspectos de amplo interesse de nosso ecossistema no que tange a tokens, crypto e blockchain, e claro, ainda questionei: O que está acontecendo no mercado financeiro?

 

Keiji, destacou como os reguladores estão muito mais ligados aos trends de tecnologia, inclusive sobre uma conversa com o presidente da CVM, que está prestes a regular o mercado de crypto para o mercado imobiliário.

 

A expectativa é que os mercados regulados pelo BACEN e CVM se tornem mais acessíveis com as plataformas tokenizadas, através de ferramentas mais seguras e simples e que promovam novos instrumentos transformando em “dinheiro” ativos ilíquidos e criando classes de ativos para o mercado.

 

No próximo ano podemos aguardar a Bolsa OTC presente na FEBRABAN TECH 2023.

 

Se você ficou interessado e quer seguir acompanhando essa conversa acesse a íntegra da live e tenha acesso exclusivo às informações que, certamente, irão te ajudar a entender o futuro do mercado financeiro e suas oportunidades.    

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Mais artigos

CONSENTIMENTOS DE COOKIES

Na era digital atual, a proteção de dados e a privacidade dos usuários são prioridades indiscutíveis. As leis de privacidade são uma realidade, e vem monitorando e regulando o mercado global com grande eficiência.

MARKETING DE RELACIONAMENTO

É a combinação de pequenos detalhes que faz a grande diferença no sucesso das interações e de toda a cadeia de atendimento. Por isso, é essencial que se invista em uma equipe especializada para o relacionamento em Redes Sociais, para que, além de passarem informações precisas, com empatia e humanização, sobre produtos e serviços, possam, acima de tudo, gerar negócios.

EXPLORANDO O ECOSSISTEMA WEB 3.0 NO BRASIL: UMA JORNADA DE DESCOBERTAS E INVESTIMENTOS

A pergunta que lanço no título desse artigo é para contar que não é preciso sair do Brasil para localizar startups que estão no ecossistema Web 3.0. Temos vários cases interessantes no Brasil. Nas últimas semanas participei de dois eventos, onde pude ver um conteúdo rico para todos os entusiastas e curiosos do que está acontecendo no que chamo de movimento Web 3.0.

7 TENDÊNCIAS DO MERCADO DIGITAL

“Tendências do Marketing Digital Automotivo 2020”. São reflexões que acreditamos que podem te ajudar a pensar sua estratégia de marketing digital automotivo.

Idioma »