7 TENDÊNCIAS DO MERCADO DIGITAL

Como sempre, fomos estudar… achamos dois materiais fantásticos. O primeiro da plataforma RD Station, da qual somos parceiros (RD Partner). E a outra da Rock Content, uma gigante da produção conteúdo que respeitamos muito. Lemos tudo, lemos mais alguma coisa… e chegamos naquilo que chamamos de “Tendências do Marketing Digital Automotivo 2020”. São reflexões que acreditamos que podem te ajudar a pensar sua estratégia de marketing digital automotivo.

 

Tendência 1: Conteúdo personalizado.

Segundo uma pesquisa da Accenture Interactive, 91% dos consumidores se declaram mais propícios a comprar com marcas que trazem ofertas e recomendações relevantes aos seus interesses. Esse dado nos leva a apenas uma conclusão: personalização do conteúdo. Disparos de massa, uso excessivo de toda base, tudo isso cansa o consumidor. Fazer melhor dá muito mais trabalho, por isso, uma atuação mais sofisticada merece personalização. Nesse contexto, o Inbound Marketing ganha cada vez mais força! Se você ainda não está pensando nisso, você vai ficar para trás.

 

Tendência 2: Expansão da busca visual.

O uso de figuras para a realização de buscas é mais interessante do que o de textos ou áudios por um simples motivo: 90% das informações transmitidas ao cérebro humano são em forma de imagem (que inclusive são processadas 60 mil vezes mais rápido que qualquer texto). O post pode até ser legal, mas um carrossel com os atributos do carro é ainda melhor! Explore a qualidade visual do material. O setor automotivo tem cansado o consumidor com um conceito visual de varejo, muitas vezes parecido com rede de eletrodoméstico. Que tal seguir a linha da montadora e aproveitar o impacto que ela já cria nos investimentos de mídia?

 

Tendência 3: Análise de sentimento

Por meio da combinação de técnicas de Processamento de Linguagem Natural (PLN) e machine learning, já existem sistemas capazes de atribuir pontuações ponderadas de sentimentos às frases deixadas por usuários da internet. Nós utilizamos o Scup, mas existem diversas opções no mercado. Isso é o que chamamos de análise de sentimento. Precisamos entender como o consumidor se sente sobre a marca para criar conteúdos relevantes também direcionados a partir dessas impressões.

 

Tendência 4: Linked-in é marca aberta

Você utiliza o Linked-in? Não? Sabia que ela é uma ferramenta ainda pouco explorada no marketing digital automotivo? O mais legal é que é uma plataforma ideal para públicos de marcas de nicho. No Linked-in existem diversos profissionais, artigos relevantes e o CPC (custo por clique) é bem interessante para anúncios.

 

Tendência 5: Anúncios por estágio do funil

Todo lugar que a gente vai, a gente ouve sobre o bom e velho funil de vendas… estágios do funil, em que etapa da compra está o consumidor? Todo mundo fala, mas a verdade é que poucas pessoas de fato segmentam seus anúncios por estágio. E sabe por que? Porque dá trabalho… toma tempo. Aí o que a gente vê é todo mundo sair correndo para aquele post patrocinado padrão. Fuja disso, gaste tempo montando os públicos, pensando na segmentação de cada anúncio. Ninguém falou que ia ser fácil. Fazer bem feito dá trabalho mesmo! É necessário conhecimento e qualificação: estude sua base, segmente seu público, anúncie por estágio.

 

Tendência 6: Humanização do Marketing

Marketing é um campo do conhecimento das ciências sociais aplicadas. Eu não vou levantar a briga se ele é por si só uma ciência, ou um braço da Administração. Vamos deixar isso para os acadêmicos que falam de marketing sem nunca terem montado uma campanha ou gerado venda ou lead para o cliente. Mas o ponto é: o Marketing está demandando cada vez mais humanidade. As pessoas estão mais atentas à narrativa, à postura da marca. Em um mundo digital cheio de gente carente, elas querem se sentir parte! Então: faça seu público se sentir parte! Ele não é só um número, uma meta no fim do mês.

 

Tendência 7: Chats privados – inbox é para ser usado

O sucesso na comunicação via mensagem direta em redes como o Twitter e o Instagram fez com que as marcas olhassem com maior atenção para essa funcionalidade. Os chats privados são checados frequentemente pelos usuários e já fazem parte de sua rotina digital. Podemos dizer que é uma versão mais jovem e atual do email. Por isso a interação por esses canais é um caminho de venda, de captura de lead, de interação. Dê atenção ao inbox, ele existe e deve ser utilizado por sua marca!

 
 

>Texto editado. O original foi publicado no Blog C7 Auto, confira aqui.

Compartilhar:

WhatsApp
LinkedIn
Twitter
Facebook

Mais artigos

ESTAMOS A CAMINHO DA ERA DA CRIPTOECONOMIA?

Que a tecnologia impactou o mercado financeiro, não é novidade. Desde 1990, com o surgimento e rápido crescimento da internet, o mercado financeiro passou por grandes mudanças, desde o surgimento de novos produtos, até novas formas de se relacionar com o cliente e novos modelos de negócios.

PRIVACY BY DESIGN NAS STARTUPS

O conceito de “privacidade desde a concepção” tornou-se mais proeminente nos últimos anos, à medida que o Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD) aumentou as preocupações das empresas sobre questões de privacidade nos seus processos, especialmente em relação à oferta de produtos e serviços ao mercado. A metodologia visa incorporar a privacidade em práticas, tecnologias e sistemas, e ainda serve como diretriz para a criação de novos produtos e serviços.

A IMPORTANCIA DO FOMENTO AO EMPREENDEDORISMO FEMININO

É impossível falar de empreendedorismo feminino sem entender a motivação por trás de quem empreende, se a ideia empreendedora veio por oportunidade ou necessidade. Por exemplo, um empreendedor que tem a oportunidade de abrir um negócio estando em uma situação “confortável” seja por investimento interno ou recursos próprios.

Idioma »